Maria Augusta Orofino
ago 21 st, 2018
Empresas Nenhum comentário

QI digital: 2 comportamentos para impulsionar a inovação em sua empresa

By Pixabay

Os avanços tecnológicos mudaram os modelos de negócio de forma permanente alterando toda a cadeia de valor das organizações. O objetivo dos líderes que investem nessas ferramentas é otimizar as vendas, melhorar os indicadores e transformar o time em uma equipe de alta performance. O mercado está cada dia mais competitivo e a cada instante novas startups com soluções que pretendem otimizar ainda mais a rotina das empresas. Nesse cenário sai na frente quem conta com um QI digital forte e consegue incorporar essas inovações aos processos.

 

Há dez anos a Pwc estuda a evolução do QI digital das empresas: como elas aproveitam e lucram com a tecnologia. O resultado desse legado é instigante, pois apesar da evolução dos aplicativos de mensagens, redes sociais, surgimento de soluções para análises de dados e muitos outros, as organizações não estão preparadas para o futuro. Ou seja, a confiança em suas habilidades digitais são muito baixas. A prova disso é que na última pesquisa um pouco mais da metade dos líderes (52%) apontaram o QI digital dos seus negócios como forte, ficando atrás dos executivos entrevistados em 2015 (67%) e 2014 (2016). O que aconteceu no mercado para essa queda de confiança?

 

Segundo a pesquisa, os líderes aumentaram o investimento em ferramentas tecnológicas, mas apostaram menos no relacionamento com o cliente e colaboradores e na própria cultura. Uma coisa não existe sem a outra, para elevar o QI digital de uma organização é essencial investir em experiências humanas. Mas os que esses gestores estão fazendo? Reduzindo o investimento de 25% para 10% deste item tão importante para o equilíbrio dos negócios.

Diante desses números, o que as empresas podem fazer para se adaptar às mudanças exponenciais?

 

Por onde iniciar o aumento do QI digital?

Tom Puthiyamada no artigo Gaining a Perspective on Digital IQ diz que essa pesquisa é na verdade uma oportunidade. Para ele, os dados mostram que aumentou a consciência sobre a necessidade de investir em tecnologia para transformar os negócios, mas há também o desafio de aproveitar todas essas ideias inovadoras para alcançar os objetivos estratégicos. A oportunidade está justamente em cumprir as metas que a própria liderança estabelece para as iniciativas de transformação digital. Abaixo confira algumas dicas para virar esse jogo e aumentar o QI digital da empresa.

 

Desista de acompanhar todas as inovações

Os avanços digitais acontecem em uma velocidade alta demais, desista de comprar o software mais moderno, de gerenciar perfis em todas redes sociais ou comprar o servidor mais potente. Puthiyamada aconselha a focar as forças em expandir a visão sobre o digital: amadureça os objetivos do seu negócio e defina qual o tipo de experiência a sua empresa quer entregar para os colaboradores e clientes. Para ele, o QI digital de uma organização só aumenta quando as vozes são ampliadas dentro da organização. Ou seja, é preciso acolher ideias de profissionais de TI, comunicação, designer, administração, financeiro, entre outros. Abrir esse espaço faz com que a equipe construa junta quais são as prioridades no âmbito digital.

 

Invista em experiência humana

No artigo Empresas inovadoras: quem é o responsável pela transformação digital  falamos que as organizações que saem na frente em termos de transformação digital investem em experiência do cliente, processos operacionais e modelos de negócios. Isso significa dizer que não há como investir em tecnologia sem promover melhores experiências humanas. E não estamos falando apenas em garantir a melhor experiência do usuário dos seus serviços, mas também do talento interno da sua empresa.

 

Reserve um tempo em sua agenda para orientar estratégias com esse propósito e avalie qual a percepção que seus colaboradores e clientes têm sobre a empresa. Lembre-se: a pesquisa da Pwc identificou que os líderes que investem em experiências humanas ampliam a percepção do QI digital, contam com retorno financeiro mais sólido, com crescimento acelerado e maior margem de lucro.

 

Como anda a força do QI digital da sua empresa? Divida conosco nos comentários!

 

 

ESTANTE DE LIVROS

Veja os livros que selecionamos para você com o tema Inovação.

 

 

 

Comentar

Compartilhe a BEEFIND

Compartilhe o conhecimento em suas redes!